Captura de Tela 2015-10-23 às 00.24.36

A Editora Elefante surgiu em maio de 2011 com a publicação do livro-reportagem O Equador é verde: Rafael Correa e os paradigmas do desenvolvimento, escrito pelo jornalista Tadeu Breda, com fotos de Raoni Maddalena. A obra analisa em profundidade o primeiro mandato do presidente equatoriano, Rafael Correa, que governa o Equador desde 2007. Os originais foram apresentados para mais de quinze grandes e pequenas editoras do país durante o ano de 2010, porém, apesar da completa ausência de livros sobre a política latino-americana contemporânea no mercado editorial brasileiro, nenhuma se interessou em publicá-lo. Foi quando o autor juntou-se à designer gráfica Bianca Oliveira e ao jornalista Leonardo Amaral, grande animador da ideia, para lançar a Editora Elefante, que nasceu com o propósito de publicar solidária e coletivamente livros que podem não despertar interesse comercial, mas que possuem inquestionável relevância social, política e cultural.

Em 2014, a Editora Elefante criou um selo de quadrinhos, Elefante em Quadrinhos, para lançar Ignóbil, de Dáblio C., quadrinista de São Bernardo do Campo que há anos vinha desenhando e publicando suas histórias de maneira amadora e underground.

Corumbiara, caso enterrado, do jornalista João Peres, com fotos de Gerardo Lazzari, é o terceiro título da Editora Elefante, lançado em julho de 2015. O livro é o primeiro a analisar em profundidade a história e os desdobramentos do conflito agrário conhecido como “massacre de Corumbiara”, que matou pelo menos doze pessoas — nove sem-terra, dois policiais e um homem jamais identificado — no sul de Rondônia em 9 de agosto de 1995.

Em novembro de 2015, a editora apresentou Cabuloso Suco Gástrico, uma coletânea das tiras publicadas na internet pelo quadrinista Breno Ferreira desde 2013. Em janeiro de 2016, demos à luz ao livro O Bem Viver — Uma oportunidade para imaginar outros mundos, do pensador equatoriano Alberto Acosta. A publicação contou com apoio da Fundação Rosa Luxemburgo e inaugurou uma frutífera parceria com a Editora Autonomia Literária.

O próximo lançamento da Editora Elefante ocorrerá em junho de 2016, quando apresentaremos Memória Ocular, de Tadeu Breda, que fala sobre as jornadas de junho — e a repressão policial que vem ocorrendo desde então — a partir do olhar do fotógrafo Sérgio Silva, vítima de uma bala de borracha que mutilou-lhe o olho esquerdo.

E assim vamos caminhando: devagar, como os elefantes, mas sempre — sempre — em manada.

 

Tadeu Breda, João Peres, Bianca Oliveira, Leonardo Garzaro.

Tadeu Breda, João Peres, Bianca Oliveira, Leonardo Garzaro.