fbpx

Organizar a rebelião para deter o extrativismo

Por Raúl Zibechi Publicado em La Jornada e traduzido por Cepat   São múltiplas e simultâneas. São tormentas ambientais, militares, políticas, paramilitares, econômicas, feminicidas. É o narcotráfico como braço dos poderosos e estados. É uma política de acumulação de capital e poder, predatória de tudo o que passa pelo seu caminho. A violência se tornou […]

Ler mais

Escrevendo uma nova história

Por Danilo Queiroz Publicado em Jornal da USP   Narrar as lutas e conquistas da comunidade é um dos caminhos viáveis para escrever uma nova história. É por meio do ensino e do ativismo político que o advogado de direitos humanos Renan Quinalha, doutor pelo Instituto de Relações Internacionais (IRI) da USP, propõe narrar e […]

Ler mais

O agronegócio destrói as condições para nossa existência

“O grande inimigo do Brasil hoje é o agronegócio, inimigo do futuro e do presente, porque ele está destruindo as condições de possibilidade da existência da nossa sociedade”, afirma Luiz Marques, autor de O decênio decisivo: propostas para uma política de sobrevivência, ao considerar o desmatamento causado pela expansão da fronteira agrícola no país. O […]

Ler mais

Não há poder contemporâneo que não invista no plano dos afetos

Por Peter Pál Pelbart Prefácio de A ofensiva sensível   O desafio que enfrenta o livro de Diego Sztulwark já se apresenta no título: A ofensiva sensível. Como introduzir a esfera sensível no campo político? O sensível costuma ser associado ao domínio das artes, às práticas do cuidado, à esfera do feminino. Já o poder costuma […]

Ler mais

‘A espécie humana nunca viveu situação tão grave’

“Se não mudarmos radicalmente nos próximos anos, vamos estar em uma situação cada vez mais difícil de reagir”, conclui Luiz Marques, autor de O decênio decisivo: propostas para uma política de sobrevivência, ecoando o mais recente documento do Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas (IPCC) das Nações Unidas, divulgado na semana passada. “Temos que deixar os combustíveis […]

Ler mais

A ofensiva sensível é o 103º livro da Elefante

Publicado originalmente na Argentina em 2019 pela Caja Negra, A ofensiva sensível: neoliberalismo, populismo e o reverso da política foi um dos livros da Elefante que teve o cronograma muito prejudicado pela pandemia. Estava prestes a sair quando o coronavírus se instalou no país. No meio de tantas incertezas (lembram?), invertemos as prioridades. Como resultado, […]

Ler mais

A mão invisível do trabalho doméstico não remunerado

Por Tereza Campello Orelha de Quem vai fazer essa comida?   Este livro é sobre a mão invisível. Não a mão invisível do mercado, definida por Adam Smith, e sim a mão invisível do trabalho doméstico, que tem um impacto tremendo na economia, mas da qual ainda pouco se fala. É a mão das mulheres […]

Ler mais

Elefante abre a pré-venda de O decênio decisivo, de Luiz Marques

Acabamos de abrir a pré-venda de O decênio decisivo: propostas para uma política de sobrevivência, de Luiz Marques, novo título da coleção Alternativas. O livro já pode ser adquirido com desconto em nosso site. Os envios serão realizados a partir de 17 de abril. Para saber mais sobre o sistema de pré-venda da editora, basta […]

Ler mais

A sensibilidade como campo de batalha

Por Amador Fernández-Savater Publicado em elDiario.es   A Elefante abriu as pré-vendas de 2023 com o livro A ofensiva sensível, do cientista político e militante argentino Diego Sztulwark. Os textos que serviram de ponto de partida para o livro foram escritos entre 2016 e 2018, período que o autor define como o “auge fugaz e […]

Ler mais

Bela Gil: trabalho doméstico não remunerado sustenta o sistema capitalista

Por Roberta Malta Publicado em Marie Claire Chef de cozinha natural e ativista da alimentação saudável, Bela Gil concedeu uma longa entrevista para a jornalista Roberta Malta, da Marie Claire, onde fala sobre seu novo livro, “Quem vai fazer essa comida”, em pré-lançamento com desconto na Elefante. Influenciada pela leitura de Silvia Federici, ela aponta […]

Ler mais