fbpx

bell hooks

nasceu em 1952 em Hopkinsville, uma cidade rural do estado de Kentucky, no sul dos Estados Unidos. Batizada como Gloria Jean Watkins, adotou o nome pelo qual é conhecida em homenagem à bisavó, Bell Blair Hooks.

Formou-se em literatura inglesa na Universidade de Stanford, fez mestrado na Universidade de Wisconsin e doutorado na Universidade da Califórnia.

Seus principais estudos estão dirigidos à discussão sobre raça, gênero e classe e às relações sociais opressivas, com ênfase em temas como arte, história, feminismo, educação e mídia de massas. É autora de mais de trinta livros de vários gêneros, como crítica cultural, teoria, memórias, poesia e infantil. É autora de Olhares negros: raça e representação e Erguer a voz: pensar como feminista, pensar como negra, ambos em 2019.

 

É autor(a) em:

 

Postagens relacionadas:

bell hooks, por favor

Oswaldo de Camargo é uma referência do movimento negro brasileiro, no qual começou a militar aos dezenove anos. Agora, aos 84, o poeta […]

Ler mais

bell hooks e o pensamento crítico antirrascista

“A existência humana é, porque se fez perguntando, a raiz da transformação do mundo. Há uma radicalidade na existência, que […]

Ler mais

E o racismo, pode parar?

Não que seria menos grave, absurdo ou revoltante, mas, vejam bem: não foi que, no meio de um fogo cruzado, um tiro acabou pegando de […]

Ler mais